• image
  • image
  • image
  • image
  • image
Previous Next

Professor de Redação diz que tema foi ‘inesperado, mas oportuno’ no Enem 2021 em Teresina

                                                                         Por Caroline Oliveira, g1 PI

21/11/2021 

O professor de Redação, Thiago Morais, comentou sobre o tema da prova deste domingo (21) no Enem 2021 que abordou "invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil". Ele afirmou que o assunto não era esperado pela maioria dos professores e pelos alunos, mas que era uma discussão com várias vertentes. 

 

  •  

“Não era esperado pela maioria dos professores e muito menos dos alunos, mas um tema bom, oportuno, que dava para discutir as vertentes estatais no tocante a precária infraestrutura de expedição de documentos, pelas secretárias dos órgãos responsáveis, que é tanto que se culmina no Brasil hoje, em quase três milhões de brasileiros, habitantes de fato, sem registro nenhum”, destacou.Ele disse que acredita que este tema possa ter surgido na pauta por causa da vacinação contra a Covid-19, já que para se vacinar é preciso ter a carteira de vacinação que só é possível se tiver o registro civil.

 

“Se você não tem um registro civil, você não tem um título de eleitor, um passaporte, a (carteira de) vacinação e por ai vai. Isso foi verificado com essa vacinação contra a Covid-19, então esses números alarmantes, muito provavelmente, pode ter colocado em voga da FGV e ter colocado como pauta de tema”, explicou.

 

Thiago Morais ainda deu dicas sobre como os alunos poderiam abordar o tema, levando em consideração a precária infraestrutura do estado para emissão desses documentos e a falta de interesse da sociedade em cobrar uma melhoria desse serviço.

 

“A vertente estatal sobre o registro civil no tocante a incapacidade de o estado prover, cuidar, zelar, colocar todo o maquinário e infraestrutura para fazer a emissão desses documentos, mas também a sociedade que na outra ponta se mostra um tanto quanto inoperante passível, apática, que pouco atua, que cobra dos órgãos competentes do poder público, os seus direitos, que são inalienáveis e estão preconizados no artigo V da Constituição”.E completa: “Um tema muito bom que daria para colocar como as propostas de intervenção o estado, ampliar programas e projetos contundentes de maneira pontual e expansiva nos mais recônditos locais brasileiros e também a sociedade aliada à família, escola, programas projetos, palestras com profissionais competentes no ramo da emissão de identidades de registros civil numa gama significativa de pessoas que possa tornar isso cultural essa emissão e consequentemente a cidadania”, finalizou o professor que acredita que seus alunos conseguiram desenvolver bem seus textos sobre o assunto.

 

 

No Piauí, mais de 73.155 candidatos estão aptos a realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos dois próximos domingos: dias 21 e 28 de  novembro. Realizarão as provas impressas pouco mais de 72 mil candidatos e quase 1 mil farão a versão digital do Exame.

Quem está on-line

Temos 172 visitantes e Nenhum membro online

g1

RSS do g1